Feira Livro

Festival Imaginária_, organizado pela Lovely House Editora, convocou editoras, autores e coletivos a participarem da primeira edição da sua feira totalmente dedicada a publicações de fotografia, a Feira Livro.

_Livro Inventado

Livro Inventado é um conceito aberto. Em sentido prático é um suporte híbrido de livro de artista, fotolivro, fanzine, impressos, livro objeto, livro manifesto, livro como exposição, livro como performance… É tudo isso e não é nada disso. É uma ideia que investe contra classificações diluidoras e rótulos caducos. Livro Inventado fabula, é experimental, em processo, uma nomeação poética que busca abrir portais para um campo ampliado de invenção do artista e uma leitura polissêmica do espectador. Curadoria de Marcos Bonisson.

Caderno de Escola

Ana Branco

Caderno de Escola reúne um conjunto de imagens realizadas ao longo dos anos de 2016 e 2017, após o desabamento da Barragem de Fundão, MG, em 2015. A destruição das escolas públicas no entorno de Mariana pode ser observada na sequência das páginas, de forma aberta ou em detalhes, onde a lama é protagonista.
O livro é retrato de uma tragédia anunciada, a partir do que restou daquele lugar.

Dimensões: 21,0 x 29,7 cm
Páginas: 24
Edição:
Ano: 2017
Tiragem: 20
Idioma: português, inglês
Tipo de encadernação: Costura manual com linha de lã. Papel Rives,170 gr
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: Edição de autor

R$ 100,00
Deus também descansa

Bruno Bou Haya

Em Deus também descansa Bruno Bou Haya, articula uma história comum a todas as famílias que sofreram com a diáspora libanesa no Brasil. Narra o primeiro contato do autor na aldeia de seus avós, 70 anos depois de sua partida. O livro utiliza das permanências físicas daquele país como ferramenta de conhecimento; de relato dos familiares ainda vivos como conexão com seus antepassados que nunca pode encontrar. É uma história de resiliência, memória e abdicação de toda a comunidade libanesa no Brasil.

Dimensões: 23 x 18 cm
Páginas: 96
ISBN: 978-85-990732-4-3
Edição:
Ano: 2020
Tiragem: 1000
Idioma: Português, árabe libanês e inglês
Tipo de encadernação: Capa dura
Local de produção: São Paulo, Brasil
Editora: Vento Leste

R$ 80,00
MAS

Cristina Zarur

Entre sonho e a realidade, o princípio da fabulação se impõe como fluxo temporal e poético. Vestígios de água, versos e imagens foram capturados em épocas distintas, entre Belo Horizonte e a costa da Califórnia.

Dimensões: 21 x 15 cm
Páginas: 52
Edição:
Ano: 2018
Tiragem: 15
Idioma: português
Tipo de encadernação: canoa com costura – papel couche 120g
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: Edição do autor

R$ 80,00
Transposições

Fernanda B. Ribeiro

Transposições surgiu de um exercício de poética visual e “auto metáfora”, a partir de andanças pela cidade, inspirada no movimento de fotografia experimental japonês do final da década de 1960 – cuja principal ideia é a de que a fotografia tem sua própria linguagem, sendo independente das palavras, ainda que provoque, estimule, a linguagem e as ideias.

Dimensões: 15 x 15 cm
Páginas: 44
Ano: 2017
Tiragem: 10
Idioma: N/A
Tipo de encadernação: revista, impressão 1×1
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: autopublicado

R$ 50,00
Jardim do Dr. Gomes

Duas de Copas – Coletivo Flavia Costa e Monica Leme

O Jardim do Dr. Gomes nasceu inspirado pelo trabalho de uma pioneira do livro de fotografia, a botânica e fotógrafa inglesa Anna Athins. Utilizando a mesma técnica da cianotipia, ‘O Jardim do Dr. Gomes’ foi todo feito em Mococa/SP, gravando ao sol fragmentos da flora do quintal do Dr. Gomes, em pequenos pedaços de brim emulsionados.

Dimensões: 13 x 20 cm
Páginas: 10
Edição:
Ano: 2019
Tiragem: 2
Idioma: N/A
Tipo de encadernação: Cianotipia em tecido brim com costura artesanal
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: autopublicado

valor sob consulta
O vento esqueceu

José Diniz

Trabalho parte do projeto Sertão Mar em desenvolvimento pelo autor, inspirado nos livros de artista do seu professor Ivan Serpa artista que oscilou entre os movimentos figurativo e o concretismo.
A obra tem a possibilidade de articular como um livro de artista ou totalmente aberta, destacando as irregularidades ocasionadas pelos vincos.

Dimensões: 19,6 x 58,8cm quando aberto 9,8 x 9,8cm quando fechado.
Páginas: 12
Edição:
Ano: 2020
Tiragem: 6
Idioma: N/A
Tipo de encadernação: Sanfona impresso em papel algodão Hahnemuhle PhotoRag 308g
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: autopublicado

R$ 1.500,00
Quem tem medo de João Magalhães?

Letícia Pumar

Intervenções em catálogo da exposição Pintura de João Magalhães no MAM-RJ. Esse livro-objeto faz parte da série Operando Cortes iniciada em 2017. A série é composta por telas e por livros-objetos realizados a partir de intervenções em revistas, livros de artistas e cadernos.
O livro-objeto “Quem tem medo de João Magalhães?” é uma busca pelo gesto do artista João Magalhães e uma homenagem ao artista e professor falecido em 2019.

Dimensões: 12 x 27 cm
Páginas: 52
Ano: 2019-2021
Tiragem: livro único
Idioma: português
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: Livro Inventado

valor sob consulta
41 Estações

Luciano Siqueira

O livro 41 Estações é uma síntese do políptico homônimo do artista, realizado nas estações de metrô do Rio de Janeiro. Trata-se de um livro sanfonado com duas capas duras e 18 imagens frente e verso. A escolha deste suporte dialoga com o campo de pesquisa da série Estações, que observa a rotina de deslocamentos diários dos corpos em um êxodo infinito. Desde 2018, Siqueira faz parte do coletivo Livro Inventado, orientado pelo artista Marcos Bonisson. Durante esses encontros, Luciano fez novas fotografias e escolheu novas imagens para compor o livro. O novo suporte proporciona diferentes formas de leitura, oferecendo também múltiplas possibilidades de exposição.

Dimensões: 15 x 10 cm
Páginas: 18
Edição:
Ano: 2018
Tiragem: 15 (última unidade)
Idioma: português
Tipo de encadernação: Sanfona 
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: Independente
Crédito das Fotos: Luciano Siqueira

R$ 850,00
Em Concha

Marcio Menasce

Em Concha é uma narrativa visual poética sobre os catadores de mariscos da Baía de Guanabara. A atividade é tradicional nas águas desta que é uma das baías mais conhecidas e degradadas do mundo. O autor trabalhou neste projeto entre 2017 e 2021, quando publicou o livro com financiamento da Secretaria de Cultura do Rio de Janeiro, via Lei Aldir Blanc.

Dimensões: 21 x 18 cm
Páginas: 96
ISBN: 9786599361302
Edição: Edu Monteiro e Marcio Menasce
Ano: 2021
Tiragem: 500
Idioma: português, inglês
Tipo de encadernação: Cadernos costurados e capa dura
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: Editado pelo autor

R$ 100,00
Labirintos da Dona Suze

Duas de Copas – Coletivo Monica Leme e Flavia Costa

Labirintos conjuga a técnica da cianotipia com memórias afetivas familiares. As impressões são baseadas nos bordados da Dona Suze sob o suporte de guardanapos de seu enxoval de casamento feitos com a técnica conhecida como labirinto, tradicional do litoral Cearense.

Dimensões: 25 x 25 cm 
Páginas: 4
Edição:
Ano: 2019 
Tiragem: 1
Idioma: N/A
Tipo de encadernação: Cianotipia sobre guardanapos de Labirintos costurados artesanalmente
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: autopublicado

valor sob consulta
CONRADO

Maria Eugênia Nabuco

CONRADO, imaterialidade sem mistério. Instante fugaz, escrita descontinuada recomeçada num vestígio poético e insuportavelmente efêmero, impermanente, instável. Encarnado, lá onde o mar se rende à areia em rufar de declarações que flanam sem condescendência. Um só suspiro toca a ausência do que já era. Tempo, espaço, luz, sombra, nascem para morrer em acontecimento e renascerem na temporalidade do olhar. Perene construção-desconstrução. Gramatologia imagética sulcada no real.

Dimensões: 22 x 22 cm
Páginas: 32
Edição:
Ano: 2019
Tiragem: 100
Idioma: português, francês
Tipo de encadernação: Impressão fotográfica com costura. Papel Garda Kiara 150 g/m2
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: Trio Editor

valor sob consulta
Zig Zag

Marcos Bonisson

O livro ZIGZAG é uma compilação de trabalhos de Marcos Bonisson a partir de uma poética de imagens ultramarinas. O livro foi publicado em 2017 pela editora Bazar do Tempo como um livro-catálogo de sua exposição individual na Maison Européenne de la Photographie (MEP-Paris) e tem como texto introdutório, uma entrevista com o artista realizada pelo curador e ensaísta, Paulo Herkenhoff.

Dimensões: 19 x 26 cm 
Páginas: 80
ISBN: 978-85-69924-28-9
Edição:
Ano: 2017
Tiragem: 1/1 (objeto único)
Idioma: português
Tipo de encadernação: Capa mole
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: Bazar do Tempo

R$ 85,00
Dez Minutos

Pedro Amorim de Souza

Uma reflexão sobre a Pandemia e o Isolamento Social, a narrativa se constrói paradoxalmente a partir de fotos tiradas com um celular durante os dez minutos diários em que passeava com o meu cachorro nos primeiros meses de quarentena na cidade do Rio de Janeiro. As ruas desertas e os seus habitantes obrigatórios tornam-se personagens furtivos de uma meditação sobre o futuro.

Dimensões: 20 x 15 cm 
Páginas: 100
Edição:
Ano: 2021
Tiragem: 15 exemplares numerados
Idioma: português
Tipo de encadernação: Brochura
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: autopublicado

R$ 100,00
ETÉREAS

Newton Bastos

Uma sensação ou experiência pode ser etérea quando desperta um sentido de “elevação espiritual” no indivíduo. Algo que superou as expectativas e que está relacionado com a sua positividade. Através da analogia à fluidez e volatilidade da fumaça, busca-se despertar o espectador para reflexão sobre estas sensações.

Dimensões: 21 x 14 cm
Páginas: 8
Edição:
Ano: 2018
Tiragem: 10
Idioma: português
Tipo de encadernação:
capa preta em cartão, folhas em papel “fine art”
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: independente
Créditos fotos still: Newton Bastos

valor sob consulta
64.85-14

Tomaz Silva

No Livro 64.85-14, o título é uma abreviação das datas de início e fim da ditadura, e da captação das imagens no prédio do DOPS, no Rio de Janeiro> Local que abrigou a delegacia responsável pela perseguição política, prisão, tortura, morte e desaparecimento forçado de centenas de pessoas. As fotografias retratam a realidade do prédio atualmente, o descaso do governo com documentos de importância histórica e também a tentativa de apagamento deste passado incômodo por parte das autoridades brasileiras.

Dimensões: 30 x 20 cm 
Páginas: 28
Edição:
Ano: 2019
Tiragem: 10 
Idioma: português, inglês
Tipo de encadernação: capa dura com acabamento em tecido
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: independente
Créditos fotos still: Tomaz Silva

R$ 100,00
Passatempo

Rafaela Celano

Passam-se os anos, as décadas, os séculos… passa o tempo e as pessoas continuam a se encontrar e a se desencontrar em um círculo infinito.
Produzido artesanalmente em cubos de madeira, Passatempo é um livro-objeto que se abre em inúmeras “páginas” que contam e combinam histórias, inusitadas ou não, sobre os encontros e desencontros da vida.

Dimensões: 10cm (altura) x 10cm (largura) x 10 (profundidade)
Páginas: N/A
Edição:
Ano: 2018
Tiragem: 3/10
Idioma: português
Tipo de encadernação:
impressão sobre papel aplicada a cubos de madeira
Local de produção: Rio de Janeiro, Brasil
Editora: independente

R$ 400,00

PROJETO FOMENTADO COM RECURSOS DA LEI ALDIR BLANC
EDITAL PROAC EXPRESSO LAB Nº 40/2020 POR MEIO DA SECRETARIA DE CULTURA E ECONOMIA CRIATIVA DE SÃO PAULO

Back To Top